Cuidado com o excesso de frutas

As frutas, quando consumidas em quantidade adequada, só trazem benefícios à saúde.

O problema é com a quantidade: ao comer muitas frutas ao longo do dia, o nível de glicose, além de subir rapidamente a cada ingestão, permanece sempre alto no sangue. Isso faz com o organismo tenha uma sobrecarga de trabalho, produzindo mais e mais insulina (para “limpar” o sangue) e causando uma serie de problemas de metabolismo (inclusive diabetes tipo II).

Deve-se ter cuidado com o açúcar naturalmente contido nas frutas, a frutose. A frutose é rapidamente metabolizada na forma de gordura, bem mais rápido e direto do que glicose, muitas vezes promovendo o armazenamento de gordura, particularmente na região abdominal.

Em excesso, a frutose pode alterar o equilíbrio de eletrólitos em seu corpo, sobrecarregando os rins — um problema importante para quem já tem algum problema renal.

Quem tem problemas intestinais e estomacais também deve prestar atenção à quantidade de frutas que comem. O excesso de frutose é transformado em gordura pelo fígado. Com o excesso, essa gordura não é eliminada do corpo adequadamente, e pode acabar obstruindo as artérias e causando problemas cardíacos. Devido a esta mesma causa, pode ver aumento de pressão e ganho de peso.

O Maior Vilão do Excesso: Sucos de Fruta

O consumo mundial de refrigerante está em grande declínio nos últimos anos. Isso vem como uma excelente notícia para a saúde mundial: é muito bom que todos estejam percebendo que refrigerante é uma bomba (principalmente os ditos “light”).

O problema é que muita gente que largou o refrigerante e quis opções mais saudáveis, acabou migrando para os sucos de fruta como opção primária de bebida.

Não se engane: suco de fruta em geral é saudável, sim. O problema é que o suco normalmente contém muito mais frutas do que se consumíssemos essas frutas em estado bruto (é muito fácil, por exemplo, um suco conter 6 laranjas; e muito difícil comer essas mesmas 6 laranjas em estado natural). Com isso, a chance de consumir frutas em excesso fica muito alta.

Além disso, ao fazermos um suco, separamos a fruta (fibras) de seus fluidos. Isso faz com que esse açúcar seja absorvido muito mais rapidamente, aumentando os níveis de açúcar e insulina no sangue.Então, sucos — apesar de serem uma opção muitas vezes saudável — devem ser considerados com muita cautela principalmente para quem quer queimar gordura ou diabéticos.

Agrotóxicos e Pesticidas

Um outro ponto que temos que considerar é sobre o uso de pesticidas nas frutas. Infelizmente, o Brasil é o maior usuário de pesticidas no mundo, desde 2008. Ou seja, a não ser que você tenha acesso a frutas orgânicas, um consumo excessivo de frutas, especialmente em sucos, vai significar um consumo razoável de agrotóxicos e pesticidas.

Além da alta carga de agrotóxicos, o Brasil libera o uso de diversos tipos de pesticidas já proibidos há anos em local como a União Europeia. Isso traz ainda mais suspeitas sobre a segurança no consumo dessas frutas e vegetais. Por isso é tão importante, dentro da possibilidade de cada um, buscar soluções orgânicas.

Qual a quantidade ideal de frutas para ser consumida?

Devemos ingerir em média de 2 a 4 porções de frutas por dia. Cada porção equivale mais ou menos a uma fruta média (1 maçã, 1 banana, 1 laranja, etc..), ou uma xícara pequena de frutas picadas. Lógico: se você comer mais frutas em um dia, não vai acontecer nada: o problema é o excesso quando acontece dia após dia.

Uma maneira interessante de consumir as frutas para que não haja a elevação muito rápida de insulina no sangue, é consumir juntamente com fibras, ou com castanhas, nozes, amêndoas e avelãs que possuem gorduras. Fibras e gorduras ajudam o corpo a absover o açúcar das frutas de maneira mais lenta e gradual.

Quais as melhores frutas para consumo?

Se você gosta de frutas e não abre mão de uma boa quantidade diariamente, prefiras as frutas mais cítricas, as que tem menos açucar e menos carboidrato. Alguns exemplos são: morango, abacaxi, acerola, ameixa, amora, caju, laranja lima, limão, framboesa, groselha, jabuticaba, mirtilo, maçã verde e maracujá. Sempre que possível, opte por orgânicos, especialmente para as frutas na “lista negra” de mais contaminadas.

As frutas com mais quantidade de açúcares são: banana, figo, maçã vermelha, mamão, manga e tâmara.

Então é isso: não deixemos de consumir frutas mas, assim como tudo na vida, cuidado com os exageros!

[in:belezaesaude.com]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *